Seja bem vindo(a), Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017
Minha História Parte I

As imagens abaixo retratam momentos marcantes de minha trajetória, a maioria delas, raros registros de fatos históricos e e amigos que já se foram.
 
Lembrança de um dos inesquecíveis carnavais em que participei, onde o saudoso ex-vereador José Francisco Martins  coloca a faixa no Rei Momo, o comerciante João Rossi, observados por mim, por Toninho Orcini e por minha esposa, Sueli.


 
 Relembrando meus tempos de "juventude transviada" onde apareço na minha inesquecível Xispa, com meu filho gustavo "pegando uma carona". Como o amigo internatua pode observar, eu e a moto tínhamos estilo.


 
Como bom palmeirense  que sou, fui prestigiar o dia em que o Master do Palmeiras veio excurisonar aqui em Itapira e não perdi a pose, nem a oportunidade, de fazer este click ao lado de um dos maiores ídolos do clube em todos os tempos, Ademir da Guia, o "Divino". Junto na foto aparecem o saudoso Sebastião Olbi  Neto e seu filho Flávio.


 
Na referida oportunidade avistei-me também com outro ídolo imortal do "Palestra" , o centroavante César "maluco", que naquele exato momento teve a atenção desviada muito provavelmente pro algum rabo de saia que passava ali pela cancha, ele que nunca se fez de rogado para estas questões "extra-campo". Ao lado direito a presença de meu sobrinho, Gustavinho.


 
Para quem não sabe, entre as muitas atribuições profissionais que exerci, teve também a de comerciante, que muito me dignificou. O Mercadinho Massari, funcionou muitos anos ali na rua Espanha.



Conforme já mencionei acima, gostava de veículos de duas rodas, evidentemente daqueles aos quais meu poder aquisitivo me permitia sonhar, e tive também esta formosa e eficiente lambretta dos anos 60, com a qual exercitei todo minha destreza.


 
Este é o Noé Massari na pré-adolescência, aos doze anos de idade, com um chapeuzinho característico daqueles que se usava em meados dos anos 1960.


 
Para meu orgulho, também integrei um dia as fileiras da nossas valorosa Guarda Mirim. Eu apareço nesta foto ao centro (único com calção branco) que eternizou um dos times de basquete formados pela instituição. A preferência pelo basquete em detrimento ao futebol, deve-se ao fato do Instrutor Juvenal Leite, ser aficionado por este esporte.


 
Devagar que o andor é de barro. Aprendi esta máxima na prática ao participar de muitas procissões, como esta da foto, retratando uma celebração feita no Jardim Raquel, em homenagem a Nossa Senhora Aparecida, a cargo da Paróquia de S.Benedito. Detalhe: o andor aí da foto e diversos outros usados para esta finalidade, eram todos eles confecionados em minha residência. Quem ajudava na condução do andor era o saudoso  Raposo.



No meu primeiro mandato de vereador, participei de um Congresso  realizado em  Brasília, minha primeira visita feita à capital do país. na foto eu estava visitando o famoso memorial JK.

 
Eduardo Sechi Munhoz, além de filho do Deputado Barros Munhoz, é atualmente um dos grandes nomes da advocacia em todo o Brasil. Radicado já há muitos anos em São Paulo, deu a mim e a meu sobrinho Gléder Cavenaghi (direita, ao lado do Dr. Eduardo) em determinada ocasião, oportunidade de participarmos de um Seminário na área jurídica onde só tinha fera, como é o caso do Dr. Fábio Lilla, cujo nome dispensa comentários nas altas rodas do judiciário nacional. Os outros dois participantes (esquerda) não me lembro quem são. 


 
Na ponta esquerda desta foto retratando a centenária procissão de S.Benedito, aprecemos eu e minha esposa Sueli. Depois vêm na sequência o saudoso Nelson Guiraldelli, sua esposa dona Magali, a então primeira Dama Marlene Moro, David Moro Filho, um casal de festeiros cujos nomes não me ocorre no momento e meus amigos Penha e Dionísio Coradi Filho.



Para mudar um pouco o foco das fotografias onde apareço, esta aí tem um aspecto histórico e curioso, já que o "retratista" fui eu próprio. A cena ocorreu na Vila Ilze, em frente ao bar do Juca, e mostra aí o PT em seus tempos iniciais, mais exatamente na campanha eleitoral de 1982, quando o atual presidente da República,  Luiz Inácio Lula da Silva se aventurou em sua primeira campanha eleitoral, como candidato a governador, tendo como vice-governador o eminente Jurista Dr. Hélio Bicudo e como um dos candidatos ao senado, o ex-prefeito de Campinas Jacó Bittar. Como era uma época em que o então "jovem" Lula nem imaginava gozar da popularidade que desfruta atualmente, o comício teve meia dúzia de gatos pingados,  entre os quais, o autor da foto. Qem discursa é o atual Senador Eduardo Suplicy.

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste blog.
Qualquer imagem/texto utilizado sem nossa prévia autorização incorrerá em ato criminoso e estará sujeito às sanções legais.
2017 | Blog do Noé Massari
Desenvolvido por: Digital Web Services