Seja bem vindo(a), Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017
17
Mar
Prá quem acredita nas mentiras

Nesta última semana sofri acusações mentirosas do jornal “Folha de São Paulo”, da forma mais desonesta possível, onde  um ser humano só agüenta  se estiver com sua consciência tranqüila, mas mesmo atingido na minha honra e na minha dignidade continuo defendendo a democracia mesmo às vezes sendo vítima desta liberdade desenfreada por algum órgão de imprensa.

Mas este assunto como já disse não prosperará, porque tudo foi feito dentro das normas legais e quando a apreciação por parte da justiça, será prontamente esclarecida.

Ah! Na oportunidade poderei esclarecer a proposta indecente que o promotor da época me fez, tudo ha seu tempo. Mas prefiro mesmo é falar da minha atuação como vereador e superintendente do SAAE. Aos que acreditam e dão ouvidos às mentiras e principalmente aos mais jovens que não assistiram e não viveram toda a minha história.

COMO VEREADOR

Juntamente com os vereadores Orlando Dini e Glauco Airton Ceragióli fui o responsável pela elaboração da Lei Orgânica do Município e do regimento interno da Câmara.

Aprovação do empréstimo para a implantação de todo o Penhão.

Aprovação do Distrito Industrial Juvenal Leite.

Conquistei e aprovei junto a CETESB o Conjunto Habitacional Beto Passarela.

Fui o idealizador e o fomentador da criação da Frente de Trabalho.

Apresentei na Câmara projeto de lei que regularizou o Della Rocha II e III ( por ser da oposição usei dois colegas da situação para apresentação do projeto)

Apresentei na Câmara projeto para redução do número de vereadores, para apenas 9 parlamentares.

Fui um dos responsáveis pela extinção da aposentadoria dos vereadores.

Juntamente com os companheiros de partido da época resolvemos e conseguimos:

- Junto ao DER a famigerada “curva da morte”, bem antes da duplicação da pista.

Junto à FEPASA a doação de uma faixa de terra para o Clube da Saudade, no qual foi possível ampliá-lo.

- Várias viaturas e aumento do efetivo da Polícia Civil.

- Reforma do EEPG Julio Mesquita e da EE Elvira Santos de Oliveira.

- Fomos os pioneiros a dar os primeiros passos para a construção da estrada vicinal Itapira/Mogi Guaçu.

Apoiei todas as iniciativas no campo do esporte, cultura e lazer.

COMO SUPERINTENDENTE DO SAAE

Recebi todas as contas atrasadas do SAAE que compreendia um mês de faturamento da Autarquia e mantive um sistema de cobrança, onde a inadimplência não passava de 3%.

Ampliei a ETA (Estação de Tratamento de Água) para atender uma população de até 100.000 habitantes.

Ampliei a ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) para tratar até 18 Milhões de litros/dia).

Construi o reservatório elevado na Praça da Árvore. ( solucionando de vez toda a falta de água que os moradores do Jardim São Francisco, Jardim Bonfim,  alto da Vila Isaura e do Jardim Raquel sofriam.

Construi um reservatório com capacidade de 1.250.000 litros para reforçar o sistema Vila Ilze, Vila Isaura e Cubatão.

Construi um reservatório de 1.000.000 litros no final da Avenida Getúlio Vargas, possibilitando todo o crescimento habitacional daquela região.

Implantei um sistema de telemetria, via rádio e acabei com o desperdício de água que existia nos reservatórios da Vila Ilze, Santa Bárbara e do parque Juca Mulato (quando cheguei ao SAAE em 1994 o controle de níveis destes reservatórios era feito por binóculo).

Implantei um sistema de rádio para fazer a comunicação entre o escritório e o pessoal da rua, até então não existia nenhuma forma de comunicação entre os mesmos.

Adquiri um caminhão equipado com bomba de alta pressão para auxiliar os funcionários no desentupimento da rede coletora de esgoto.

Refiz toda a rede distribuidora de água do centro da cidade e de todas as ruas de paralelepípedos. Adequamos todo o sistema de esgoto destas ruas para poderem receber a camada asfáltica. (100% da rede das ruas foram feitas na calçada, sendo que 90% dos dois lados).

Construí mais uma adutora para ajudar no abastecimento da Vila Ilze.

Resolvi o problema de falta de água enfrentado há anos pelos moradores do alto da Vila Bazani.

Implantei uma adutora de água desde o reservatório dos Prados, até o alto do Istor Luppi. Toda rede de abastecimento de água do bairro (todo o sistema de água foi feito pela calçada dos dois lados da rua) e toda rede coletora de esgoto.

Viabilizei a continuidade da implantação do Jardim Galego, atendendo com água tratada, via Figueiredo e retirei o esgoto pelo terreno onde posteriormente veio a ser implantado o Conjunto Beto Passarella.   

Construí a ETE do Barão (até então todo o esgoto produzido era despejado no córrego que corta aquela Vila.

Em Eleutério deixei área desapropriada e paga, projeto e dinheiro suficiente para implantação da ETE.

Mudei o trajeto do emissário de esgoto, propiciando a implantação do distrito comercial na antiga torre da Rádio Clube ( uma da obras mais difíceis e perigosas que realizei.

No Bairro da Ponte Nova com um projeto desenvolvido no próprio SAAE foi possível coletar e tratar praticamente todo o esgoto daquele local.

Resolvi também a falta de rede coletora de esgoto do Morro do Macumbê, final da Rua Cubatão e Rua Jacutinga.  

Construí o emissário de esgoto desde o final da Avenida dos Italianos até o Istor Luppi e José Tonolli (com esta construção foi possível desativar a EEE-estação elevatória de esgoto do José Secchi)

Solucionei um problema crônico de esgoto que existia nas proximidades da igreja Santa Cruz, na Vila Isaura.

Implantei adutora e todo o sistema de água e esgoto do distrito industrial Juvenal Leite (para escoar o esgoto, além de fazer a travessia a SP 147 fizemos um emissário de 1000 metros, o qual também serviu para atender todo o Parque Santa Bárbara).

Ampliei a capacidade de bombeamento de água para o reservatório da Vila Ilze com a aquisição de um novo conjunto moto bomba.

Ampliei o setor de bombeamento de água bruta do Ribeirão da Penha.

COMO RESPONSÁVEL DO SETOR DE OBRA DA PREFEITURA

Apesar do pouco tempo administrei dezenas de obras e construí 4 quadras Poli Esportivas: no Penhão, Barão, Ponte Nova e a que fica entre o Jardim Bonfim e Jardim São Francisco.

Construí a passarela sob o ribeirão da Penha para atender os moradores do Conjunto São Judas Tadeu.

Construí quase todo o calçadão da Avenida dos Italianos.

Solucionei o problema de alagamento na Rua Espanha.

Colaborei bastante na construção da EMEI do Jardim Itamaracá.

Construí o vestiário do campo de futebol do Conjunto Habitacional Flavio Zacchi

Usei a expressão construí, fiz, implantei, adquiri etc., pelo fato de algumas pessoas darem muita atenção aos fatos noticiados nos últimos dias e não se lembrando ou esquecendo-se do meu trabalho como Vereador e superintendente do SAAE.

MAS NA VERDADE TUDO ISTO FOI POSSÍVEL GRAÇAS AO APOIO E O TRABALHO DOS INSUPERÁVEIS FUNCIONÁRIOS E AMIGOS DO SAAE E DA PREFEITURA QUE MUITO ME AJUDARAM A REALIZAR TUDO ISTO.

Obrigado a todos.

 

 

 

 

        

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste blog.
Qualquer imagem/texto utilizado sem nossa prévia autorização incorrerá em ato criminoso e estará sujeito às sanções legais.
2017 | Blog do Noé Massari
Desenvolvido por: Digital Web Services